Cecília Lorenzon foi afastada do comando da Sesau, mas deixou milhões em verbas públicas asseguradas para os cofres de aliados. A assinatura feita por “Termo de Reconhecimento de Dívida” garante que mais dinheiro do contribuinte vai parar nas contas dos fornecedores da Secretaria de Saúde do governador cassado Antônio Denarium.

A caneta de Cecília assinou R$ 12.895.492,48 para a MedTrauma Serviços Médicos Especializados, exatamente a empresa alvo de investigações por fraudes que resultaram na operação da Polícia Federal e no afastamento imediata da suspeita.

Leia mais: Roger Pimentel troca de cela, mas Justiça mantém empresário na Penitenciária Agrícola

Cecília e a empresa são suspeitas de fraudarem R$ 30 milhões em cirurgias de ortopedia, a mesma que Denarium postou em sua rede social como um deboche, comemorando os “bons resultados”.

A Operação Operação Higeia mira a Sesau, Cecília e a empresa “amiga”, que também foi alvo do TCU, mas mesmo assim seguiu pendurada na pasta. Por conta de tantos supostos crimes, a PF pediu a prisão de Cecília, que por hora espera o desenrolar das apurações em liberdade.

MAIS DINHEIRO

Cecília também assinou entre os dias 29 de janeiro e 1 deste mês, no apagar das luzes, pagamentos para cerca de 40 empresas, na mesma modalidade Termo de Reconhecimento de Dívida.

Leia mais: Pedido de prisão contra Cecília Lorenzon tramita na Justiça

No total, a conta de Roraima feita pela ex-secretária chega a impressionantes R$ 35 milhões. 

Share.

Leave A Reply