A Polícia Federal concluiu nesta terça-feira, 24, as investigações da Operação Desvid-19. O senador Chico Rodrigues (DEM) foi indiciado pela prática dos crimes de peculato, fraude à licitação, lavagem de dinheiro e desacato.

Além do senador, foram indiciados, um ex-secretário estadual de Saúde, um ex-servidor público, um ex-deputado estadual e empresário, e outros dois empresários.

A reportagem entrou em contato com a assessoria do senador Chico Rodrigues e aguarda retorno.

A Operação Desvid-19 realizada em outubro de 2020, teve o objetivo de desarticular um esquema de desvio de recursos públicos, oriundos de emendas parlamentares. Os valores eram destinados ao combate da pandemia de Covid-19, no âmbito da Secretaria Estadual de Saúde (Sesau).

Com relação ao senador Telmário Mota, citado durante as investigações, a delegada concluiu que o processo de aquisição dos equipamentos foi arquivado, que não houve o recebimento de material de forma antecipada pela Secretaria, que não houve a realização de pagamentos antecipados e que os recursos oriundos das emendas parlamentares do Senador Telmário, ainda estão na posse do governo estadual.

“Desde o início eu disse que a Justiça seria feita, com a comprovação da minha inocência. Infelizmente, o dano à minha imagem, causado com a divulgação em massa da notícia que associava meu nome à essa operação, é irreversível. De qualquer forma, sigo trabalhando de cabeça erguida e de mãos limpas”, declarou o senador, ao receber a notícia.

Fonte: Folha de BV

Share.