O governador de Roraima, Antonio Denarium (sem partido), prorrogou, com reajuste, um contrato com a empresa do Amazonas Reche Galdeano & Cia LTDA, responsável pela locação de veículos, para beneficiar a Casa Civil. O extrato do termo aditivo consta no Diário Oficial do Estado (DOE) publicado nesta semana no site do Executivo Estadual. A companhia contratada é suspeita de superfaturamento.

Com reajuste de 5,19%, o valor inicial que era de R$ 880.140,00, passou para R$ 925.817,76 a ser pago nos 12 meses de vigência da prorrogação, sendo o primeiro lote R$ 658.909,20, o segundo R$ 87.664,80 e o último R$ 179.243,76.

A vigência do contrato originário foi prorrogada por mais um ano. “[…] tendo como termo inicial o dia 12 de maio de 2021 e termo final o dia 12 de maio de 2022, podendo ser prorrogado por iguais e sucessivos períodos”, cita trecho do documento.

O extrato sob o nº 011/2020, publicado no DOE no dia 14 de maio do ano passado, é referente ao processo SEI de nº 13101.002320/2020.60. Ele diz que a empresa contratada pela Casa Civil, sob o comando de Flamarion Portela, é a Reche Galdeano & Cia LTDA. Ela é suspeita de superfaturamento em acordo com a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), em 2017, na gestão do ex-prefeito de Manaus Arthur Neto (PSDB).

Conforme levantamento feito pela reportagem, além da locação de veículos para a Casa Civil, o governo de Roraima também mantém outros contratos com a mesma empresa, sendo para a Polícia Civil, Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejuc) e outras. Uma das supostas irregularidades envolvendo a Reche Galdeano é com relação ao superfaturamento no aluguel de 40 veículos para a Seminf.

Fonte: Portal O Poder

Share.