O MP-AM (Ministério Público do Amazonas) abriu o Procedimento Preparatório 1/2021 nesta quarta-feira (4), com o objetivo de apurar a possibilidade de improbidade administrativa por enriquecimento ilícito no pagamento de salários a servidor da Prefeitura Municipal de Alvarães (município distante 530 quilômetros de Manaus) que está cursando Medicina na Bolívia. 

O promotor de Justiça responsável pelo caso, Gustavo Van Der Laars, solicitou que a Prefeitura Municipal de Alvarães apresente no prazo de 15 dias a ficha funcional e financeira de todo período de prestação de serviço do servidor Francisco Vanderlei Uchôa de Brito, até a presente data e o registro de presença no setor em que se encontra lotado, o registro de controle da Prefeitura Municipal de Alvarães do período em que o servidor se encontrou afastado para frequentar curso de ensino superior e o comprovante de compensação de horário de trabalho de todo período em que o funcionário se encontrou afastado para frequentar o curso.

Fonte: Estado Político 

Share.